quarta-feira, 12 de outubro de 2011

"...Naquele instante meu tempo parou.
Foi como um impacto de um choque no cérebro.
Uma sensação estranha atrevessou meus olhos...
uma sensação parecida com um calafrio.
Como se aquele sorriso, tivesse acabado
de acorrentar meu coração a ela.
E eu não conseguia mais tirar os olhos dela."
 
 
 
Doce Vermilion 
(Adaptado de Autor desconhecido)

3 comentários:

  1. Que profundo... bem bacana!!

    http://rickyoz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Que ardente poema.
    Gostei muito desse poesma.

    http://rodrigobandasoficial.blogspot.com/

    ResponderExcluir